Minha primeira startup!

logo_minha_primeira_startupAgora é hora de incorporar o Mark Zuckerberger. Você não vai criar o Facebook, mas vai se inspirar nele para o game Minha Primeira Startup, parte do Desafio Universitário Empreendedor.

Você terá um negócio baseado em internet e vai criar uma rede social diferente para fomentar o seu empreendimento, entendeu? Ou seja, quanto mais usuários a rede social tiver, mais negócios ela vai gerar.

E o sucesso da empresa impacta diretamente no desenvolvimento da região, o que estimula ainda o crescimento da própria empresa.

O objetivo é atingir 1 milhão de usuários na rede social StartApp.

Você vai atuar nas decisões para o crescimento de sua rede social, a StartApp. E sua estratégia sempre vai sempre se apoiar em boas decisões na área de gestão de pessoas, marketing, finanças e planejamento, por exemplo.

Não é fácil, pois no ambiente online as mudanças são muito rápidas e é preciso avaliar sempre novos cenários. Você sabe como é.

O objetivo do jogo, ao fazer uma analogia com o sucesso conseguido pelo Facebook no mundo real, é dar ao jogador um ambiente de simulação, onde ele vai perceber como a estratégia de atuação que escolher vai impactar o desenvolvimento de sua empresa e de outras instituições associadas a ela.

Aproveite e leia mais sobre startups no Portal do Sebrae.

Anúncios

A minha fantástica fábrica de cubos

Desafio 2014-20-08-card 2Ah, uma fábrica… que ótimo negócio…

Imagine que você tem uma fábrica que prepara um produto fácil de vender e que todo mundo quer. Sim, é grande a demanda para os cubos cobiçados que você consegue produzir.

Uma máquina de ganhar dinheiro, não é mesmo? Basta comprar a matéria prima, misturar, moldar e está pronto o produto, que beleza. Só que não!

Pode ser fácil no papel, mas é preciso fazer bem a gestão – organizar as operações desta inusitada fábrica.

Este é o desafio do Fabricubo, game que faz parte do Desafio Universitário Empreendedor. O objetivo agora é alcançar 1.000.000 em caixa. E para chegar lá você precisa investir certo em infraestrutura, comprar a matéria prima e regular o escoamento da produção. E estar preparado para o inesperado!

De forma divertida você desenvolve a capacidade gerencial, entende o conceito de uma indústria, onde atuam muitos pequenos negócios, e ganha pontos para o Desafio.

O tema é muito interessante e você pode já pode entrar no clima lendo Como o layout da fábrica afeta a produtividade.

Era uma oficina muito engraçada, não tinha teto não tinha nada

Desafio 2014-12-08-card 4Era uma vez uma oficina, que começou há mais de dez anos, de forma simples, nos fundos de casa. Um negócio de família.

Só que o tempo passou e a oficina não tinha ainda uma estrutura boa para receber os clientes.

Era ainda meio torta: nos cantos tinha material sem uso empilhado. A parte administrativa uma bagunça e planejamento não tinha não.

Até que um dia o dono da oficina se inscreveu para participar de um programa do Sebrae, que atendia grupos de outros donos de oficinas com problemas parecidos. Foi o melhor que poderia ter feito: conseguiu identificar o potencial da empresa e trabalhou para minimizar os seus pontos fracos.

Como acabar com os pontos fracos?

Foi só seguir as melhores práticas de gestão para a qualidade em prestação de serviços automotivos. Ou seja – organizar o ambiente, estruturar a gestão de pessoas, sistematizar documentos, padronizar ferramentas, reorganizar o layout do ambiente e se preparar para melhor atender os clientes, com processos claros. Resolvendo isso, a empresa é outra.

A história aconteceu de verdade. E repare no comentário da esposa do dono da oficina, que também toma conta do negócio. Ela disse que houve uma mudança de percepção muito importante:

– Nossa mentalidade mudou com a capacitação. A atualização e o aprimoramento de práticas de gestão são fundamentais.

……………..

Quer jogar uma situação como essa, sendo você o dono de oficina? Conheça o Rebimboca.

Se quiser saber mais, leia Como montar uma oficina mecânica, do Sebrae.

Você na gestão de uma empresa inovadora: assim é o Saga Empreendedor

Safety robot

O conceito de ciclo de vida de um produto é bastante enfatizado: os robôs devem atender os crescentes padrões dos clientes.

Novo desafio: a gestão de uma empresa de produção de robôs está sob sua responsabilidade!

Esta é a situação do jogo Saga Empreendedor, que faz parte do Desafio Universitário Empreendedor.

Situação emocionante: é um mundo novo e sua empresa precisa focar no mercado e no aperfeiçoamento dos produtos – sempre atenta às necessidades e percepções do público alvo.

A tecnologia evolui rápido demais e é preciso esticar o ciclo de vida dos produtos o máximo possível, até que sejam fatalmente superados por outras tecnologias que surgirão.

Após o lançamento do jogo, você passa a gerir o ciclo de vida dos produtos e define o quanto a empresa deve investir nos produtos que possui no mercado e se deve ou não investir na criação de novos.

Em meio ao cenário complexo, você está sujeito a situações inesperadas que simulam situações reais e suas escolhas nestas horas serão determinantes para o sucesso ou fracasso da empresa!

O objetivo

O objetivo é sobreviver no mercado por um período de 5 anos e alcançar 1.000.000 de pontos (dinheiro no caixa).

logo_saga_empreendedor

Conceitos tradicionais e modernos de administração serão úteis para você para alcançar os objetivos.

O jogo valoriza aspectos interessantes de gestão de produtos que remetem a conceitos mais tradicionais da administração, como a matriz BCG, criada na década de 70.

E lida também com conceitos que apenas começaram a ser melhor explorados no contexto atual das startups.

……………………
Leia mais sobre administração:

……………………

É interessante que o jogador possa lidar com esses temas de forma divertida e simulando uma situação real na gestão de uma empresa.

O ciclo de vida dos produtos e a gestão das empresas

ciclo_de_vida_de_produto

Em termos de venda, o ciclo de vida de um produto tem crescimento, auge, maturidade e declínio.

Vivemos em um mercado globalizado em concorrência acirrada, onde os clientes são mais exigentes e difíceis de fidelizar.

Em consequência, o ciclo de vida dos produtos e serviços está mais curto.

Conhecimentos, métodos, processos e os próprios produtos têm prazo de validade.

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã.

Satisfazer as necessidades e desejos dos clientes vem se consolidando como a filosofia e missão das empresas, que entendem que no médio e longo prazo o lucro está baseado na ética.

……………………
Conheça o game do Desafio Universitário Empreendedor que trata destas questões:

……………………

Os clientes vão preferir, sempre que possível, as empresas que oferecem menos riscos, menos tempo e esforço. E também as que oferecem mais ética, mais conveniência, mais serviços, imagem, qualidade, inovação, informação e garantias.

Clientes querem preço e qualidade, mas querem também emoção e uma boa experiência de compra. Para a empresa, não basta ter sua equipe comprometida. Ela agora procura também comprometer os clientes.

Leia na íntegra o artigo Marketing sem crise, da consultora Soeli de Oliveira, publicada na Biblioteca do Sebrae, em pdf.